L’Oréal Brasil premia cientistas brasileiras na oitava edição do For Women in Science 2013

A premiação, em parceria com a UNESCO e a Academia Brasileira de Ciências, tem objetivo de incentivar a presença da mulher na linha de frente do conhecimento


L'Oréal, UNESCO e a Academia Brasileira de Ciências (ABC) entregaram ontem, quarta-feira (23), no Palacete Modesto Leal, no Rio de Janeiro, o Prêmio For Women in Science 2013. As sete cientistas brasileiras receberam bolsa-auxílio no valor equivalente, em reais, a US$ 20 mil, que contribuirá com a continuidade de seus projetos de pesquisa. “Temos muito orgulho dessa iniciativa, pois acreditamos na importância da mulher para as Ciências. Desde 2006, a L’Oréal Brasil já concedeu, por meio do programa, mais de R$ 2 milhões em bolsas-auxílio para 54 cientistas no país”, comemora Didier Tisserand, presidente da L’Oréal Brasil.

"A ciência precisa da força e delicadeza que só as mulheres sabem combinar", destacou Marlova Jovchelovitch Noleto, diretora da área Programática da UNESCO no Brasil. Já Cid Bartolomeu de Araújo, da Universidade Federal de PE e representante da Academia Brasileira de Ciências, desejou sucesso às laureadas e ressaltou que elas ainda têm muito trabalho pela frente.

A comissão julgadora do Prêmio contou com 11 participantes: Jacob Palis Jr., presidente da ABC; Suely Bordalo, diretora Científica da L’Oréal Brasil; Cid Bartolomeu de Araújo (Universidade Federal de Pernambuco); Jailson Bittencourt de Andrade (Universidade Federal da Bahia); Beatriz Barbuy (Universidade de São Paulo); Marcelo  Miranda Viana da Silva (Instituto de Matemática Pura e Aplicada), Ary Mergulhão Filho, Oficial de Ciência e Tecnologia da UNESCO no Brasil, Belita Koiller (Universidade Federal do Rio de Janeiro), Francisco Salzano (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Lucia Previato (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e Mayana Zatz (Universidade de São Paulo).

Cientistas de todo o Brasil inscreveram seus estudos em quatro categorias: Ciências Biomédicas, Biológicas e da Saúde; Ciências Químicas; Ciências Físicas e Ciências Matemáticas.

Nas áreas de Ciências Biomédicas, Biológicas e da Saúde, as cientistas contempladas são:

    Tais Gratieri, do Distrito Federal, da Universidade de Brasilia (UnB): projeto “Desenvolvimento de nanossistemas mucoadesivos para o tratamento de infecções oculares e avaliação da iontoforese na potencialização terapêutica.”

    Adriane Ribeiro Rosa, do Rio Grande do Sul, da Unilasalle e UFRGS: projeto “Avaliação do grau de funcionalidade em pacientes com Transtorno do Humor Bipolar com e sem abuso de álcool.”

    Clarissa Martinelli Comim, de Santa Catarina, da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul): projeto “A sepse como fator de risco para desenvolvimento de transtornos psiquiátricos em modelos animais”.

    Fernanda Regina Casagrande Giachini Vitorino, do Mato Grosso, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT): projeto “Interleucina-10 como um potencial modulador da função vascular e da pressão arterial,em animais hipertensos”.

 Ciências Químicas:

    Joyce Kelly do Rosário da Silva, do Pará, da Universidade Federal do Pará (UFPA): projeto “Avaliação das atividades antioxidantes, citotóxica e inibitória da tirosinase de óleos essenciais da Amazônia oriental com potencial aplicação dermocos”.

Ciências Físicas:

    Raquel Giulian, do Rio Grande do Sul, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS): projeto “Formação de poros em antimonetos irradiados por feixes de íons e a utilização desses materiais na detecção de gases”.

 Ciências Matemáticas:

     Florencia Graciela Leonardi, de São Paulo, da Universidade de São Paulo (USP): projeto “Inferência estatística para grafos aleatórios e redes probabilísticas”.
}

Comentários ()