Para acelerar pesquisa de ingredientes naturais, Robertet adquire BioPod

Para acelerar pesquisa de ingredientes naturais, Robertet adquire BioPod

Em linha com a sua estratégia de inovação em ingredientes naturais, a casa de fragrâncias francesa Robertet adquiriu um BioPod, uma bioafazenda dentro de um cásulo desenvolvido pela startup franco-americana Interstellar Lab. O ambiente é controlafo por inteligência artificial e permite a aceleração do processo de crescimento das plantas e otimiza a composição molecular delas, ao mesmo tempo que minimiza o impacto ambiental do cultivo sem solo.

O BioPod é uma estufa que funciona dentro de um cásulo com 11m de comprimento, 5m de largura e 6m de altura, que pode ser instalada sem fundação e oferece até 100m2 de espaço de cultivo altamente controlado. O equipamento é uma adaptação terrestre de um sistema originalmente desenvolvido para a NASA, que opera em circuito semifechado, otimizando o ciclo da água e capturando CO2 ambiente. A sua membrana transparente capta a luz solar e reduz o consumo de energia da luz artificial. Equipado com sensores e inteligência artificial própria, o BioPod recria climas de forma autônoma, possibilitando a produção de plantas e ingredientes naturais de alto valor agregado de forma sustentável e replicável. Graças às tecnologias de ponta e ao controle automatizado por meio de uma abordagem algorítmica, o BioPod mantém as condições ideais para o crescimento das plantas e composição molecular, ao mesmo tempo que reduz significativamente a superfície de cultivo, o consumo de água e energia.

A casa francesa foi a primeira empresa da indústria de aromas e fragrâncias a adquirir um BioPod. Com o novo equipamento, a Robertet quer acelerar o seu conhecimento sobre os seres vivos, ao mesmo tempo que reduz a sua pegada ambiental para a agricultura de precisão. "A chegada deste BioPod em Grasse ilustra a estratégia de inovação da Robertet: utilizar tecnologias de ponta para oferecer aos nossos clientes os melhores produtos naturais para uma indústria mais sustentável. Estamos fazendo isso com um parceiro reconhecidamente pioneiro na bioagricultura", explica Jérôme Bruhat, CEO da Robertet. ''Estamos ansiosos para iniciar nossa colaboração com o Interstellar Lab, um parceiro excepcional. Já estamos envolvidos em vários programas de investigação para preparar o futuro da agronomia das plantas aromáticas e estamos entusiasmados por acelerar esta investigação graças ao desempenho notável do BioPod. Estamos determinados a continuar transformando a nossa indústria”, complementa Julien Maubert, Diretor da Divisão de Matérias-Primas e responsável pelo projeto Interestelar.

Atualmente, o portfólio da Robertet é composto por cerca de 1350 ingredientes, boa parte deles de origem natural. A empresa fechou 2022 com vendas superiores aos 700 milhões de euros.

}

Comentários ()